Páginas

10 de setembro de 2008

Avaliação do MEC em Goiás aponta deficiências Graves

materia do jornal O Popular - 10 de setembro 2008

Em Goiás, das 45 instituições de ensino superior (IES) avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC) na primeira edição do Índice Geral de Cursos da Instituição (IGC), apenas a Universidade Federal (UFG) obteve nota considerada boa: de 0 a 500, alcançou 333 pontos; e, de 1 a 5, conceito 4. Somente 35,5% das instituições públicas analisadas no País obtiveram conceito 4 ou 5 e 43,8% ficaram com conceito 3.

No outro extremo, a Faculdade Santa Rita de Cássia (Unifasc), de Itumbiara, teve nota 92 e conceito 1, e, segundo o MEC, corre risco de perder o credenciamento, assim como outras 24 IES do Estado que obtiveram conceito 2.

O restante das instituições foram avaliadas com conceito 3, considerado dentro da média: são 19 ao todo, entre universidades, centros universitários e faculdades isoladas e integradas.

O IGC é mais um indicador de qualidade de instituições de educação superior criado pelo MEC. Do total de 1.837 instituições cadastradas e participantes das avaliações do governo federal, 78,8% tiveram o novo índice calculado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Nesse primeiro levantamento, o IGC traz os conceitos de 173 universidades, 131 centros universitários e 1.144 faculdades isoladas e integradas. Sintetiza, para cada instituição, a qualidade de todos os seus cursos de graduação, mestrado e doutorado, distribuídos na totalidade de câmpus e municípios onde a instituição atua. O resultado final está em valores contínuos – que vão de 0 a 500 – e em faixas – de 1 a 5.

As IES que ainda não tiveram o seu indicador calculado são, de modo geral, instituições novas, que não possuem concluintes em seus cursos e não têm a nota do Enade, por exemplo.

CálculoNo cálculo do indicador, são utilizados a média do Conceito Preliminar do Curso (CPC) e o conceito fixado pela Capes para a pós-graduação. A média dos conceitos dos cursos é ponderada pela distribuição dos alunos nos diferentes níveis de ensino – graduação, mestrado e doutorado.
Para essa primeira divulgação do IGC, foram utilizados os CPCs referentes às edições do Enade no período de 2005 a 2007. O CPC considera, além de resultados de avaliação de desempenho de estudantes, infra-estrutura e instalações, recursos didático-pedagógicos e corpo docente.

A nota da Capes é referente à avaliação do triênio de 2004 a 2006. A partir de agora, o IGC de cada IES do Brasil será divulgado anualmente pelo Inep/MEC, sempre em momento imediatamente posterior à divulgação dos resultados do Enade e do CPC.

6 de setembro de 2008

"quase" TUDO sobre o ENADE...

Aqui você vai encontrar respostas para algumas dúvidas, arquivos sobre o ENADE, provas dos anos anteriores e material de estudo.





SAIBA MAIS



O que é o ENADE?

O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), que integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), tem o objetivo de aferir o rendimento dos alunos dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos, suas habilidades e competências.
O Enade é realizado por amostragem e a participação no Exame constará no histórico escolar do estudante ou, quando for o caso, sua dispensa pelo MEC. O Inep/MEC constitui a amostra dos participantes a partir da inscrição, na própria instituição de ensino superior, dos alunos habilitados a fazer a prova.


1. Qual a legislação pertinente ao Enade?
Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes)
Portaria nº 2.051, de 9 de julho de 2004 (Regulamentação do Sinaes)
Portaria nº 107, de 22 de julho de 2004 (Regulamentação do Enade)

2. O Enade é obrigatório?
O Enade é componente curricular obrigatório dos cursos de graduação, sendo o registro de participação condição indispensável para a emissão do histórico escolar, independentemente de o estudante ter sido selecionado ou não no processo de amostragem do Inep.

3. Qual o objetivo do Enade?
O objetivo do Enade é avaliar o desempenho dos estudantes com relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial, integrando o Sinaes, juntamente com a avaliação institucional e a avaliação dos cursos de graduação.

4. Quais os instrumentos básicos do Enade?
A prova.
O questionário de impressões dos estudantes sobre a prova.
O questionário socioeconômico.
O questionário do coordenador do(a) curso/habilitação.

5. Como são definidas as áreas que serão avaliadas no Enade?
O Ministro da Educação define, anualmente, as áreas propostas pela Comissão de Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão do Sinaes. A periodicidade máxima de aplicação do Enade a cada área será trienal.

6. Quais as áreas já avaliadas pelo Enade?
Em 2004: Agronomia, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Zootecnia.

Em 2005: Arquitetura e Urbanismo, Biologia, Ciências Sociais, Computação, Engenharia (em 8 grupos), Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Química.
Em 2006: Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Biomedicina, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Formação de Professores (Normal Superior), Música, Psicologia, Secretariado Executivo, Teatro e Turismo.

Em 2007: Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Tecnologia em Agroindústria, Tecnologia em Radiologia, Terapia Ocupacional e Zootecnia.

Quais as áreas que serão avaliadas no Enade 2008?
Conforme a Portaria Normativa n.º 3, de 1º de abril de 2008, as áreas e cursos que serão avaliadas em 2008 são: Arquitetura e Urbanismo, Biologia, Ciências Sociais, Computação, Engenharia, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Química, e os Cursos Superiores de Tecnologia em Construção de Edifícios, Alimentos, Automação Industrial, Gestão da Produção Industrial, Manutenção Industrial, Processos Químicos, Fabricação Mecânica, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Redes de Computadores e Saneamento Ambiental.


8. Quando será realizado o Enade 2008?
A prova será aplicada no dia 9 de novembro de 2008, com início às 13 horas (horário de Brasília).


fonte: INEP



ARQUIVOS


PROVAS E GABARITOS



Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Tecnologia em Agroindústria, Tecnologia em Radiologia, Terapia Ocupacional e Zootecnia.



Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Biomedicina, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Formação de Professores (Normal Superior), Música, Psicologia, Secretariado Executivo, Teatro e Turismo.



Arquitetura e Urbanismo, Biologia, Ciências Sociais, Computação, Engenharia (em 8 grupos), Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Química.



Agronomia, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Zootecnia.



O Exame Nacional de Cursos (ENC-Provão) foi um exame aplicado aos formandos, no período de 1996 a 2003, com o objetivo de avaliar os cursos de graduação da Educação Superior, no que tange aos resultados do processo de ensino-aprendizagem. [saiba mais]

4 de setembro de 2008

Políticas e Organização da Educação

Conteúdo: Politicas Educacionais de Inclusão no Mercado de Trabalho

Texto apoio com o resumo das politicas públicas no Brasil de inclusão no Mercado de Trabalho clique aqui